Pular para o conteúdo principal

A família de Hitler e seus descendentes hoje

Adolf Hitler e Eva Braun, sua futura esposa, com quem se casaria, segundo relato, pouco antes da capitulação frente aos aliados

Um assunto bastante curioso e interessante, porém, pouco e até mesmo delicado de se tratar é a questão da família de Hitler e seus descendentes no contexto do pós guerra. Evitado tanto pelo lado daqueles que lutaram contra a Alemanha Nacional-Socialista, quem sabe pelo fato de terem em cheque uma acusação de perseguição infundada e por isso mantenham interesses em ocultar certos segredos, quanto por aqueles que são e foram seus simpatizantes, talvez por falta de informação ou censura. 

Muitas foram e ainda são as especulações a cerca da origem do Chanceler alemão e sua descendência. Umas dizem que Hitler teria sangue judeu correndo e suas veias, vindas de seu avô (ou bisavô), ou que seria um membro família Rotschild (banqueiros judeus) ou mesmo que Hitler teria tido filhos e escondido tal fato da mídia, mas que porém, com a queda da Alemanha, os Aliados teriam mantido tais informações sobre controle...Importante mesmo é lembrar que dentro do campo das especulações, principalmente no que diz respeito a historiografia da Segunda Guerra Mundial, Adolf Hitler e o Nacional-Socialismo, encontrasse desde muito antes da guerra, um verdadeiro "Vale-Tudo" de informações e contra-informações utilizadas no intuito de desmoralizar e desmantelar o inimigo. Frutos disso, hoje em dia são não só a repugnante morbidez da historiografia oficial mas muitas teorias de conspiração que agitam sites de internet e livros de ficção cientifica ou com visões "acadêmicas" verdadeiramente esquizofrênicas.

Vamos ao que podemos hoje chamar de fatos: Adolf Hitler era filho de Klara Pölz e Alois Hiedler (ou Hüttler). Seu pai, que nascera com o sobrenome Schickgruber (materno), após comprovar a paternidade de Johann  Hiedler (ou Hüttler), seu verdadeiro pai, muda seu sobrenome para o do mesmo e casasse com Klara e por um erro de cartório ocorrido com o nome do esposo herda do marido, assim como ele próprio o sobrenome Hitler.

Árvore genealógica de Adolf Hitler

Fruto do casal são os seus 6 filhos: Gustav, Ida, Otto, Adolf, Edmund e Paula. Dos quais apenas Adolf, o quarto e Paula, a caçula sobreviveram até a idade adulta (coisa comum a época). Além deles, Alois, teve mais dois filhos de um casamento anterior: Angela (1883 - 1949) e Alois Jr. (1882 - 1956), seus dois meio-irmãos dos quais não deixaria de ter contato sempre que possível.

Irmã e meio-irmãos

Paula, sua irmã legítima (1896 - 1960)
Sua unica irmã legítima, Paula Hitler, nasceu em Hafeld, Áustria. Após a morte da mãe, Hitler concedeu a sua parte da pensão de órfão à irmã. Ela perdeu o contato com Adolf por muitos anos, incluindo a Primeira Guerra Mundial e o seguimento. Ela disse mais tarde que quando se voltaram a encontrar, na década de 1920, ela ficou surpresa e não o reconhecia, mas ficou encantada quando ele a levou às compras. A partir de 1929 ela só o via uma vez por ano, normalmente em grandes eventos nacionais ou do partido. Em 1936, ele pediu-lhe que ela mudasse o nome para Paula Wolf (alcunha de infância de Hitler, que ele tinha usado na década de 1920, incógnito). Adolf ofereceu-lhe apoio financeiro regular desde o início da década de 1930 até à sua morte em 1945.

Paula trabalhou como secretária num hospital militar até ao fim da Segunda Guerra Mundial. Foi presa pelos Aliados em 1945, foi inquirida e libertada no início do ano seguinte. Ela disse não acreditar que o irmão dela era o responsável pelo Holocausto mas os agentes ignoraram isto considerando que era um ato de lealdade a Hitler. Depois de livre da custódia dos EUA, Paula voltou a Viena onde ela trabalhou em uma loja de artes. 


Em 1952 ela foi viver em Berchtesgaden, Alemanha, onde levou uma vida em isolamento num apartamento com dois quartos até à sua morte em 1 de Junho de 1960. Paula nunca se casou nem teve filhos. Há algumas evidências de que ela compartilhou com seu irmão fortes convicções nacionalistas, mas não era politicamente ativa. Paula foi sepultada em Berchtesgaden.

Somente seus meio irmãos tiveram filhos: Alois Hitler Jr, conheceu a irlandesa Bridget Dowling na RDS Arena. Fugiram para Londres e casaram em 3 de junho de 1910. O casal estabeleceu-se em Liverpool, onde o filho William Patrick nasceu em 1911. Estabeleceu-se com um pequeno restaurante em Dale Street, uma pensão na Parliament Street e um hotel no Mount Pleasant, mas todos estes empreendimentos falharam. Finalmente ele deixou sua família em maio de 1914 e retornou sozinho para o Império Alemão, para estabelecer-se no negócio de lâminas de barbear. Mas a Primeira Guerra Mundial eclodiu logo depois, isolando Alois na Alemanha e impossibilitando sua mulher e o filho de se juntarem a ele.

Alois Jr.

Alois Jr. casou-se então com outra mulher, Hedwig Heidemann (ou Hedwig Mickley) do qual gerou Heinrich "Heinz" Hitler. O ardil de Alois Hitler foi descoberto pelas autoridades alemãs e Alois foi processado por bigamia em 1924, mas absolvido devido à intervenção de Bridget em seu nome.

William Patrick ficou com Alois e sua nova família durante as suas primeiras viagens à Alemanha da República de Weimar, no final da década de 1920 e início da década de 1930. Em 1934 Alois estabeleceu um restaurante em Berlim, que tornou-se um local popular das Tropas de Assalto (SA). Alois conseguiu manter o restaurante funcionando durante toda a Segunda Guerra Mundial. No final da guerra foi preso pelos britânicos, mas liberado quando ficou claro que ele não tinha participado do regime de seu meio-irmão Adolf Hitler. Alois morreu de causas naturais, em 1956.


Angela Hitler, que depois se tornaria Angela Franziska Johanna Hammitzsch, e após casar-se com Leo Rudolf Raubal, se tornaria Angela Raubal, teve com seu marido dois filhos: Leo Rudolf Raubal Jr. (1906 - 1977), Elfriede e Angela "Geli" Raubal (1908 - 1931). Por muito tempo, Hitler fora acusado caluniosamente de ter uma relação amorosa com sua meia-sobrinha Geli e de ser o responsável por sua morte. Porém, tudo foi desmentido apenas depois da sua morte porque (segundo o historiador Werner Maser) Leo Jr. afirmou em 1967 que Hitler era "absolutamente inocente".




Os meio-sobrinhos

Leo Hitler Raubal Jr
Leo Nasceu em Linz (Império Austro-Húngaro).Trabalhou em Salzburgo como professor de química. e visitava sua mãe de forma esporádica, quando morava em Berchtesgaden. 

Leo Raubal era, assim como seu primo mais novo, Heinz Hitler, mas ao contrário de William Patrick Hitler, um dos  sobrinho favorito do líder, e Hitler gostava de passar um tempo com eles.

Antes da guerra, tornou-se gerente da Siderúrgica Linz. Em outubro de 1939, foi convocado para a Luftwaffe e foi tenente do corpo de engenharia. Ele se parecia com Adolf Hitler e, por vezes, atuou como dublê de Hitler durante a guerra.

Leo Hitler Raubal Jr. Foi ferido em janeiro de 1943 durante a Batalha de Stalingrado, e Friedrich Paulus solicitou a Hitler um plano para evacuar Raubal para a Alemanha. Hitler se recusou e Raubal foi capturado pelos soviéticos em 31 de janeiro de 1943. Hitler deu ordens para verificar a possibilidade de uma troca de prisioneiros com os soviéticos com o filho de Josef Stalin, Yakov Dzhugashvili, que estava no cativeiro alemão desde 16 de julho de 1941. Stalin, que não gostava muito de Yakov se recusou a trocá-lo, seja por Raubal ou por Friedrich Paulus, e afirmou "guerra é guerra".


Raubal ficou detido em prisões de Moscou e foi libertado pelos soviéticos em 28 de setembro de 1955, e retornou para a Áustria. Viveu e trabalhou em Linz como professor. Faleceu durante um período de férias na Espanha e foi enterrado em 7 de setembro de 1977, em Linz. 

Heinrich "Heinz" Hitler (1920 - 1942)
Leo Raubal Jr. teve um filho Pedro Raubal, nascido em 1931. Assim como seu irmão, Elfriede Raubal também teve um de nome Heiner Hochegger, nascido em 1945.

Quanto aos irmãos Heinz e William, filhos de Alois Hitler Jr. eram dois opostos. Heinrich "Heinz" Hitler (1920 - 1942), era filho do segundo casamento de seu pai. Quando a Segunda
Guerra Mundial começou, ingressou na Wehrmacht e serviu na Frente Oriental, onde foi capturado e morto na prisão em 1942.

Ao contrário de seu meio-irmão, William Patrick Hitler, Heinz era um Nacional-Socialista. Ele participou de uma academia militar da elite SS, o Instituto Nacional de Educação Política (Napola) em Ballenstedt/Saxônia-Anhalt. Aspirando a ser um oficial, Heinz ingressou na Wehrmacht como um suboficial em 1941, e participou da invasão da União Soviética, a Operação Barbarossa. Em 10 de janeiro de 1942, foi capturado pelas forças soviéticas e enviado para a prisão militar de Butyrka em Moscou, onde morreu com 21 anos, depois de vários dias de interrogatório e tortura.

William Patrick Stuart-Houston (como inglês)
William Patrick "Willy",viveu na Alemanha e no Reino Unido (onde nascera, ao contrário de Heinz).

Inicialmente tentou aproveitar a ascensão de Hitler, mas não conseguir o que eu esperava. Anos mais tarde, ele viajou com a mãe para os Estados Unidos, onde ele iria começar uma nova vida. Quando a Segunda Guerra Mundial começou, ele serviu na Marinha dos Estados Unidos a serviço dos Aliados e lutou contra o seu próprio tio. Após o fim do conflito, o seu sobrenome foi apagado e adotou o  de Stuart-Houston. 

William viria a falecer em seu local de nascimento, Liverpool, não sem antes caluniar muito seu tio, em 1987. Ele teve três filhos: Alexander, Louis e Brian. 

Os parentes de Hitler atualmente, segundo consta

Recentemente uma revista francesa (a revista 'Paris Match') revelou que três familiares do chanceler alemão vivem atualmente nos EUA e nenhum deles tem filhos. Alexander, Louis e Brian vivem em Long Island e levam uma vida semelhante a de muitos norte-americanos. No entanto, vivem com o fardo de ter um dos nomes mais odiados no mundo: "Hitler". 

"Teria sido melhor se nós não fossemos descendentes de Hitler", disse Alexander Stuart-Houston  a um dos jornalistas da revista francesa.

O repórter perguntou-lhe se era verdade que a família de Adolf Hitler tinha feito um pacto para nunca mais ter filhos. "A única regra que temos", disse ele, é "não falar com os jornalistas". 

De acordo com David Gardner, autor de "O Último dos Hitlers", os irmãos nunca assinaram um acordo, mas a verdade é que nenhum é casado e não tem filhos.

Por sua vez, o escritor e historiador espanhol César Vidal lembra que, "atualmente, apenas cinco parentes (diretos, de sangue) de Hitler ainda estão vivos: Alexander, Louis e Brian e dois filhos de sua meia-irmã Angela, Peter Raubal e Heiner Hochegger. Peter Raubal agora é um engenheiro aposentado, sem intenção de perpetuar a raça. Algo semelhante acontece com Heiner Hochegger que nasceu em 1945 e não teve filhos", disse (os últimos dois já são idosos). 

Nota: Veja a entrevista completa no RT Espanhol (AQUI).

Comentários

  1. "Umas dizem que Hitler teria sangue judeu correndo e suas veias, vindas de seu avô (ou bisavô), ou que seria um membro família Rotschild (...)"

    Olá...

    Você tem alguma ideia de onde possa ter surgido essa teoria, e com qual finalidade?

    Pergunto porque há blogueiros (europeus) considerados "sérios" que propagam tal ideia... Também uma amiga, moradora de Hamburgo, certa feita me disse que por lá tem gente que acredita nisso...

    88


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações, caro camarada.

      Bom, quando escrevi esse artigo, percebi que ao que se trata da teoria de que Hitler seria de família com origens judaicas ou que teria sangue judeu bastardo correndo em suas veias, se sustenta na tese de que o pai de Hitler, Alois, (citado no texto) nascera filho bastardo e mudou seu nome por conta de pendencias com a família judia rica (alguns falam, os Rotschild) de Schicklgruber (nome bastardo) para o de seu padastro...Hüttler/Hiedler. Agora é visivel que esse sobrenome, Hitler, ou fora um erro cartográfico ou uma transfiguração por segurança do líder do NSDAP.

      A teoria ainda diz mais. Diz que Alois seria um suposto filho bastardo de um dos barões Rotschild, de Amscher ou Mayer.

      Agora, lógico que tais teorias não possuem o menor fundamento histórico ou aproximação de comprovação cientifica. Existe até mesmo um estudo que saiu a alguns anos atrás que fala sobre o DNA de Hitler, feito a partir do mapeamento genético dos seus descendentes vivos citados no texto e descobriu-se que ele era de ascendência Bávara, e que tinha longínquos traços genéticos de Bérberes e Hunos (claro que isso foi hipocritamente linfatizado para transparecer mestiçagem. O que não se deve levar a sério). Porém, mesmo a mídia amestrada não falara nada sobre sangue "judeu" ( no caso, semítico-asquenazita).

      Excluir
    2. Se Hitler era ou não descendente de Judeu, não faz diferença. Hitler nunca teve nada contra o indivíduo Judeu. O anti-semitismo vem bem antes de Hitler, mas o que ele era realmente contra, era o Grupo Judeu que estava dominando o mundo, e hoje domina, basta fazer uma pesquisa e verás que os Bancos, a Mídia, e as grandes corporações estão nas mãos dos Judeus. Isso não é teoria conspiratória, basta pesquisar. Leia o livro minha luta de Hitler, e vais entender o motivo ao qual ele é proibido. Hitler matou muitos Judeus? Sim, mas o holocausto é impossível de ter acontecido. Leia sobre revisionismo Siegfried Ellwanger Castan que tinha a editora revisão.

      Excluir
    3. Você é um covarde que se usa do Anomimato por não ter coragem de propagar suas ideias idiotas.
      Diga à minha avó que não existiu Holocausto, que todos os irmãos dela e seus pais não morreram no gás de Treblinka.
      Idiota, criminoso e covarde.

      Excluir
    4. Eu Sou Bisneto do Hitler...

      Vou começar uma Guerra No Brasil..

      Excluir
    5. kkkkkk cada idiota ... quer aparecer léo Moura ,coloque melancias na cabeça

      Excluir
  2. Os criminosos inimigos de Hitler, como comunistas, democratas e judeus, não sabem mais o que inventar e mentir sobre Hitler!

    ResponderExcluir
  3. Hitler não foi o culpado pelo holocausto, foi Himmler, mas Hitler recebeu a culpa por não tê-lo impedido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria de ler o livro que te faz pensar assim!!

      Excluir
    2. errado amigo, holocausto não foi isso que dizem, na verdade nem existiu, revisionismo historico.

      Excluir
  4. As pessoas o jugam, mas não sabem sua historia..

    ResponderExcluir
  5. http://pt.wikipedia.org/wiki/Heinrich_Himmler porra anonymous é o crl foi a mando de hitler seu ignorante

    ResponderExcluir
  6. Por ter sido utilizado como o vilao preferido dos EUA para enfatizar a guerra entre o bem e o mal.... Principalmente na epica da guerra fria, onde estavam em ascencao pela hegemonia do mundo em conflito com a URSS, (quebtambem usou Hitler como propaganda) era comum exaltarem ao maximo o inimigo, para deixarem mais gloriosa a vitoria. Nao estou querendo dizer que Hitler nao fosse culpado por tudo isso, mas existiram ditadores bem mais crueis que sao considerados "meros " instrumentos da historia...

    ResponderExcluir
  7. Exaltar o inimigo para deixar mais gloriosa a vitória é uma estratégia para uma batalha em que haja a certeza antecipada do sucesso. No caso da 2°GM, essa seria uma estratégia incoerente, visto que as batalhas eram decididas em campo, pois espalharia medo nos seus próprios combatentes. Definir Hitler como mestiço, e afirmar o obvio, pois não importa quantas gerações, não há uma linhagem 100% de nenhuma das etinias e mesmo se houvesse não há nada que a faça melhor que as demais. Quanto a existirem ditadores piores, concordo plenamente, mas o detalhe é que se trata de um fato contenporâneo, tendo afetado a praticamente todos que participaram desses comentários. E mais a mistura de etnias fortalece a raça humana.

    ResponderExcluir
  8. Por ser leiga,gostaria de saber ,se existe mais alguma relação entre a familía Heidemann com o paretrsco de Hitler,tenho motivos pessoais e curiosos ,obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Arthur Peiper Schünemann15 de setembro de 2016 20:08

      Olá, Graziela! Sim! No total, existem quase 40 pessoas em todo o mundo que podem possuir parentesco sanguíneo longínquo com Hitler, entretanto destas 40, apenas 5 são descendentes diretos(estes, apresentados no texto acima). A família Heidemann, assim como algumas outras, encontram-se no mapa de descendência, uma vez que naquela época, na Alemanha, as famílias vinham de uma linhagem única que se dividiam em diversas ramificações. Entretanto, é ciente de que no final da Segunda Guerra, com o grande fluxo migratório, muitas famílias e militares envolvidos e perseguidos pelos Aliados, modificaram seu sobrenome, no intuito de passarem despercebidos de alguma forma. Por isso, não se deve descartar a hipótese de que muitos Heidemann não venham da linhagem original, mas sim de falsificações.

      Excluir
  9. Hitler se envergonharia de cada um de nos que nada faz apenas publica ou fala esta na hora de agirmos ..nao suporta mais tudo como esta se e com sangue a nossa vitoria sera o de alguns camaradas mais o deles tambem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cara vc sabe nem oq vc almoça,vira homem e para de fala Merda...

      Excluir
    2. Pastor joy onofre, vc come merda????

      Excluir
  10. Queria que Hitler viesse hoje ao Brasil... Quem sabe ele colocaria ordem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ter certeza que o Brasil e todo o povo brasileiro o receberia de braços abertos... pois não passam de povos escravizados e sem rumo... só faz o que o governo manda... e quando acham que vão agir fazem uma mera passeata e nada se resolve

      Excluir
    2. Pode ter certeza que o Brasil e todo o povo brasileiro o receberia de braços abertos... pois não passam de povos escravizados e sem rumo... só faz o que o governo manda... e quando acham que vão agir fazem uma mera passeata e nada se resolve

      Excluir
    3. Pode ter certeza que o Brasil e todo o povo brasileiro o receberia de braços abertos... pois não passam de povos escravizados e sem rumo... só faz o que o governo manda... e quando acham que vão agir fazem uma mera passeata e nada se resolve

      Excluir
    4. Kkkkkkkkk,Adolf Hitler comandando o Brasil seria um pouco bom, pelo menos os povos brasileiros eles iriam adorar mais a Patria deles,o Brasil, viva o Brasil, só que não, se tivesse dinheiro sumia daqui kkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  11. Queria que Hitler viesse hoje ao Brasil... Quem sabe ele colocaria ordem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. falta um lider forte que não seja comunista nem ladrão

      Excluir
  12. Queria que Hitler viesse hoje ao Brasil... Quem sabe ele colocaria ordem.

    ResponderExcluir
  13. queria saber se o sobrenome johann tem parentesco com hitler já que tem em sua arvore genealógica
    por favor estou curiosa

    ResponderExcluir
  14. O que me intriga é que nessa guerra somente Hitla é considerado o vilão e o pior assassino. No entanto lideres comunistas como Stalin,matou milhares de pessoas em tempo de paz, até seu parceiro Trotski perseguido até o Mexico, assim como seus parentes e sobrinha que mandou para a Sibéria. As atrocidades contra os Croatas e outros povos menores, os estupros da alemãs e outras....Mao Tse Tung matou mais de 70 milhões de patrícios, O Khmer vermelho etc Fidel e Che que matava por prazer. Mas nada disso passa em filmes, na tv etc..só filmes e mais filmes e mais reportagens sobre o ferroz Hitla. E os assassinos comunistas no Brazil são tidos como heróis , jovens usam camisetas com estampas de CHE e nem sabem nada sobre. Nessa guerra não houve mocinhos, nem anjinhos...Churchill o gambá ingles, queria matar toda a população civil, com gaz venenoso,os militares ingleses recusaram.Assim Churchill mandou bombardear noite e dia sem cessar cidades desmilitarizadas como Dresden...Conheci uma pessoa que ainda vive mas se nega a falar sobre esse trauma..Ali a temperatura chegou a 1.000 graus, e quando viam que tinham crianças e velhos fugindo fora da cidade lançaram sobre esses bombas de fósforo . Campos de Concentração da Sibéria para onde Stalin enviou seus próprios soldados que haviam sido presos pelos alemães, esses feridos nunca mais retornaram da Sibéria. Campo de Concentração na França a ceu aberto da onde ninguém saiu com vida, campos de concentração dos USA e RU...Campos de Concentração no Brazil, onde foram enviados brasileiros descentes de alemães, apenas seus bisavós tinham sido alemães, confisco de livros, rádios e documentos de que estavam escritos no idioma alemão,que foi proibido de falar assim como italiano. De um dia para outro,
    casas invadidas mulheres estupradas, roubos, igrejas invadidas bíblias e documentos aprendidos e destruídos assim que se perderam identidades e outros documentos etc...Mas isso não é contado, só foram mortos judeus, nem falam de outras mortes na guerra, só morreram judeus..Não se fala que nem os soldados tinham a comer, conheci gente que falou que comia serragem para não morrer e muitos foram brasileiros que tinham ido lá estudar e trabalhar e tiveram que ir para a guerra, conheci uns que foram presos pelos USA e enviados para os USA trabalhar lá por 3 anos em campos de concentração. E as bombas A lançadas sobre aldeias de pescadores japoneses? E Rudolph Hess, preso por 4 nações sem poder ver a luz do sol, sem poder escutar rádio e nem ler jornais, e nem receber visitas e a imprensa, suicidado aos 92 anos pelo M1 Ingles que terrível segredo guardava esse homem? E qual o seu crime? Ser nazista? E por ai vai e vão virando a cabeça da juventude, agora querendo que todos sejam boiolas...E mesmo Lula em sua raiva dizendo que culpados de tudo são os CAUCASIANOS BRANCOS DE OLHOS AZUIS, insuflando novo ódios represados.. ETC

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns,isso sim é conhecimento

      Excluir
    2. é isso mesmo, a Alemanha na época de Hitler era rica e poderosa, ele só fez oque achou necessário, se a gente for fazer uma verdadeira analise dos fatos veremos que temos lideres muito mais crueis e sanguinarios que o Führer, os russos, lenin stalin, fidel che guevara, assacinos covades, que até hoje são idolatrados por muitos babacas alienados, queria que esses idiotas mostrassem somente um pais onde o comunismo funcionou em algum momento, e viva o Führer.

      Excluir
  15. A História não é contada corretamente,hitler foi o melhor governante do povo alemão,ele não era o vilão da guerra, ele lutava por seu povo e querem saber hitler não morreu em 1945 ele já tinha um plano de fulga muito antes de perder a guerra, Hitler morreu nos anos 70 e himler executou a maioria dos planos de extermínio sem o consentimento do Führer. Saudações amigos.

    ResponderExcluir
  16. Caro Senhores, Paz! Não sou academico em História e Politica, portanto, considere a minha dúvida, em uma escala muito rudimentar... Vi e revi uma fonte literária, na internete, que cita que, alias, uma escritora judia, que vive no EUA, escreveu um livro, mui repudiado... o qual narra que os judeus não mais ricos, ie, quebrados, as familias tradicionais judaicas na Alemnha, que eram minorias abastadas, teriam feito um acordo com Hitler, para recuperar as finanças, saqueando e "genocidando" a própria etnia judaica, e que estes, estariam vivendo em Manhattan, EUA, e são bilionários. Inclusive, são estes judeus que orietaram Hitler as buscarem no oriente médio soldados mulçumanos para duas divisões de guerra alemã, das oito que possuiam, pois estes foram muito bem sucedidos no massacre armenico. ISTO A PRINCIPIO NÃO É VERDADE, QUEM CONHECE O LIVRO, A FONTE OU SE ELE É VERDADEIRO OU ACADEMICO?

    ResponderExcluir
  17. Qual o brasão da familia hitler?!

    ResponderExcluir
  18. Sieg Heil !
    Sieg Heil !
    Sieg Heil !

    ResponderExcluir
  19. Uma observação de leigo sobre parentesco entre os pais de Hitler. Seu pai (Alois Schickgruber/Hitler) era tio de sua própria esposa (Klara Pölzi, mãe do ditador)? Porque se o texto estiver correto, Alois Schickgruber era filho natural de Johann Hieder/Hüttler, ou seja, o avô materno de Klara Pölzi.

    ResponderExcluir
  20. Alguém​ já ouviu falar sobre descendentes que vieram ao Brasil e pra não serem reconhecidos trocaram uma letra do sobrenome ?

    ResponderExcluir
  21. Alguém já soube de uma história que alguns descendentes vieram para o Brasil antes mesmo da segunda guerra e tiveram seu sobrenome alterado por conta da pronúncia. Parentes de Hitler

    ResponderExcluir
  22. Alguém já viu falar de parentes de Hitler q vieram ao Brasil antes da segunda guerra e q por causa da pronúncia o sobrenome Hitler tenha sofrido uma pequena alteração .mudado uma letra . Isso seria possível de ter acontecido?

    ResponderExcluir
  23. Desculpe!!!Não sou cristão ou nz,
    Não foram só judeus ou francêses, teve também 🔺 roxo e outros tipos de pessoas quem não fosse a guerra era preso e torturado, mas quem sou eu pra pra falar.
    Pra quem acha que ele foi um ótimo chanceler, me responde uma coisa "porque ele perdeu?" será que foi por causa das ordens pra tropas que não existia! Ou foi pelo simples fato que ele era louco, sendo que até seus conterrâneos também não concordava com ele

    ResponderExcluir
  24. O SUPOSTO ANTEPASSADO JUDEU DE HITLER SERIA UM JOVEM CHAMADO LEOPOLD FRANKENBERGER, UM DOS FILHOS DA FAMÍLIA FRANKENBERGER, JUDEUS AUSTRÍACOS QUE VIVERAM EM VIENA. A AVÓ DE HITLER FOI SERVIÇAL DESTA FAMÍLIA. PORÉM SÃO SUPOSIÇÕES, NADA DISTO FOI PROVADO. ESTA ESTÓRIA PELO TESTEMUNHO DE HANS FRANK EM NUREMBERG, O QUAL AFIRMOU TER REALIZADO ESTA INVESTIGAÇÃO A MANDO DE HITLER, MAS NÃO REVELOU AO FÜHRER SUA VERDADEIRA ANCESTRALIDADE POR TEMER AS CONSEQUÊNCIAS DE TAL REVELAÇÃO. OU SEJA, A ANCESTRALIDADE JUDIA DE HITLER PODE SER VERDADE OU NÃO. O PAI DE HITLER , ALOIS HITLER, NASCEU COMO BASTARDO, MAIS TARDE SEU SUPOSTO PAI, DE SOBRENOME HIEDLER O RECONHECEU COMO FILHO. O TERMO HITLER TEM ORIGEM NUM ERRO CARTOGRÁFICO DO CARTÓRIO RESPECTIVO. ENTRETANTO, PARA ALIMENTAR A DÚVIDA E A POLÊMICA, NOS ARQUIVOS DA IMIGRAÇÃO DA CIDADE DE NEW YORK, CONSTAM REGISTROS DE VÁRIOS IMIGRANTES JUDEUS AUSTRÍACOS COM SOBRENOME HITLER!

    ResponderExcluir
  25. Foi um prêmio Nobel que inventou a guerra química Fritz Haber judeu ..J Robert Oppenheimer pai da bomba atômica judeu..Eduard Teller pai da bomba de hidrogênio judeu...um povo sempre ligado a morte...a corrupção e arrogância os condenou sempre a tragédias!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O Sentinela - Mídia dissidente brasileira

O mais lido da semana

América Latina, o último bastião ocidental? Porque o islã não cresce aqui

Segundo um estudo feito pelo Pew Research Center (Centro de Pesquisas Pew - PRC) (1), intitulado; "O Futuro das Religiões do Mundo", divulgado em abril desse ano, prevendo a projeção para o futuro das religiões, indicou que o número de adeptos do islã irá ultrapassar, caso assim continue, o número de cristãos até o fim desse século (entre 2050 - 2100, tornando-se a religião com o maior número absoluto de fiéis do planeta. E, seguindo a contra corrente mundial, a única região do mundo em que isso não vai acontecer é a da América Latina, pois o aumento do número de seguidores do Corão não acompanha o ritmo registrado em outras partes do mundo. Oque, por conseguinte, aponta essa parte da América como a única região onde a taxa de crescimento da população estimada para 2050 supera com folga o aumento de muçulmanos.
O islã, como se pode deduzir no parágrafo acima, é de fato a religião que mais cresce no mundo. O levantamento prevê que, entre 2010 e 2050, enquanto a média de cresci…

2 milhões de alemãs - O Maior estupro em massa da História

Na foto, mulheres que suicidaram-se em uma praça, para não vivenciarem os estupros.
Aos 80 anos, Gabriele Köpp tem problemas com sono, por vezes, simplesmente não consegue comer. Aos 15 anos, ela foi repetidamente violada por soldados soviéticos, sendo virgem e não tendo nenhum conhecimento prévio sobre o sexo.
A revista "Spiegel" escreve que não existem os dados exatos sobre a quantidade de mulheres alemãs violadas pelo exército soviético, o número que aparece em várias publicações aponta para dois milhões de mulheres (2.000.000). Segundo a investigação do Dr. Philipp Kuwert, especialista de traumas e chefe do Departamento de Psiquiatria e Psicoterapia do Hospital universitário de Greifswald, a idade média das vítimas de violações soviéticas era de 17 anos e cada mulher foi violada em média 12 vezes. Quase metade das vítimas possui síndromes pós – traumáticos, incluindo os pesadelos, tendências de suicídio, anestesia emocional. Cerca de 81% destas mulheres adquiriram o efeito…

6 anos sem Kadhafi: o "fenômeno" cuja morte arruinou Líbia

Faz hoje cinco anos desde que o líder líbio foi morto a sangue frio perante câmeras de celulares e com o consentimento dos países que participaram da campanha anti-líbia de 2011. 
NT: matéria de 28/11/2016
O coronel Muammar Kadhafi liderou o país por 42 anos. A guerra civil que se iniciou no momento de sua morte continua há já cinco anos. Todas as tentativas de criar órgãos de governação fracassaram, a economia está arruinada. A crise foi substituída pelo caos, que ameaça toda a região, e isso se tornou no resultado da tentativa das potências ocidentais para alterar a organização política dos países africanos.
A Sputnik Árabe falou com o jornalista favorito do líder líbio, Abdel Baset bin Hamel. A experiência líbia, que continuou por 42 anos sob o governo de Muammar Kadhafi, permanecerá como parte incomparável da história do país. O país passou de forma regular por reformas, porque de vez em quando surgiam problemas na educação, saúde ou infraestrutura. Entretanto, a razão da crise de hoj…

A investigação que revelou "exércitos" de perfis falsos usados para influenciar eleições e a política no Brasil

Todos os seres humanos pensantes ao uns poucos anos atrás só sabiam de monitoramento em escala mundial através de filmes de ação e espionagem geralmente hollywoodianos. Essas mesmas pessoas ficaram bestificadas, outras em negação e muitas nem se quer suspeitam da gravidade dos fatos, quando Eduard Snowden desertou do próprio país e revelou ao mundo que a NSA investigava a tudo e a todos através de todos os meios de comunicação existentes. Também tivemos o mesmo tipo de reação, quando Julian Assange através do intrépido "Wikilliks" revelou os esquemas de chantagem, sabotagem e falcatruas contra os povos da terra cometidos pelo governo estadunidense através de anos, incluindo suas figurinhas mais proeminentes como o "satã de saias" sra. Hillary Clinton. 
Depois de tudo isso não é difícil, porém não menos grave, que em nosso país geopoliticamente estratégico enquanto nação dominada não tivesse seus próprios meios de sabotagem interna parecidos, onde um grande exemplo s…

Uma homenagem à Hitler e...ao "Holocausto?" A verdade por trás da Industria do "Shoa"

Por Alain Soral "Cena sórdida ocorreu no jogo de futebol entre Omdurman Al-Hilal e Al Merreikh (2-0), no Sudão, fim de semana passado. Os ultras do Al-Hilal puseram um cartaz muito grande onde poderíamos ver a representação gigante do rosto de Adolf Hitler com, ao lado, uma bandeira onde foi escrita a palavra "Holocausto". [...] A polícia local não teria se interposto na plataforma onde essas bandeiras foi implantada para não causar tumultos. A televisão que retransmitia a partida teve o cuidado de não transmitir as imagens dessas mensagens odiosas." - sport24.lefigaro.fr
Os fãs sudaneses do Al-Hilal estão provocando. Mas eles não são idiotas: eles entenderam uma coisa fundamental.
Ao forçar a "Shoah" (como é chamado o "holocausto", pelos judeus em sua cultura) nas cabeças de todos os habitantes da terra, a mídia ocidental produziu um consumidor mutante que alimenta dessa pressão ao jogar com os "códigos nazis".
Cartazes no jogo entre entr…

A Grande Farsa do Holocausto Judaico (PARTE I) - "Fotos Falsificadas"

Todos os anos desde o fim da Segunda Guerra Mundial nos deparamos com centenas de livros, documentários, seriados de TV e tantos outros materiais relacionados ao genocídio ou ao assassinato de 6 milhões de judeus em câmaras de gás nos campos de concentração, cometidos pelos Nacional-Socialistas durante a Segunda Guerra Mundial, mais precisamente do ano de 1942 à 1945. Não seria lógico entender a invenção do Holocausto como uma maneira de esconder os crimes cometidos pelos próprios aliados em Hiroshima, Nagasaki, Dresden e tantos outros? Como podemos explicar a atual posição de alguns historiadores e até mesmo do ex-presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, em negar tal acontecimento? Como muitos sabem, e também muitos não sabem, na Europa a negação do Holocausto vêm sendo criminalizada com leis específicas, impedindo pesquisadores e pessoas sérias de saberem o que de fato aconteceu nos campos de concentração alemães durante o período de 1942 até 1945. 
No entanto, este grave crime cont…

Benjamin Freedman, um judeu expondo a judiaria organizada pelo mundo

Benjamin Harrison Freedman [Friedman] foi uma das pessoas mais intrigantes e surpreendentes do século XX. Nascido em 1890, foi um empresário judeu bem-sucedido de Nova Iorque e chegou a ser o principal proprietário da Woodbury Soap Company. Rompeu com a Judiaria organizada após a vitória judaico-comunista de 1945 e gastou o resto de sua vida e grande parte da sua considerável fortuna, avaliada em cerca de 2,5 milhões de dólares, expondo a tirania judaica que envolveu os Estados Unidos.
Mr. Freedman sabia do que falava, porque tinha sido um insider [membro de um grupo com acesso a informação confidencial] nos mais altos níveis de organizações e maquinações judaicas que tinham por objectivo obter poder sobre a nossa nação [EUA]. Mr. Freedman privou de perto com Bernard Baruch, Samuel Untermyer, Woodrow Wilson, Franklin Roosevelt, Joseph Kennedy, John F. Kennedy e muitos dos homens mais poderosos dos nossos tempos.
Este discurso no Willard Hotel, em Washington DC, foi proferido perante uma…

Matt Parott: A capital de israel é Washington D.C.

Por Matt Parott
A capital de uma nação é o seu lugar de poder incontestável, a base de onde ele dirige sua política militar e doméstica, seu centro de gravidade e seus cofres econômicos. Trump se inverteu em mais uma promessa de campanha, declarando que a embaixada dos Estados Unidos em Israel precisa se mudar de Tel Aviv, o centro neuronal real de Israel, para Jerusalém, como parte de um esforço para roubar mais território dos árabes. Em sua campanha, Trump prometeu ser um corretor honesto, para alavancar suas habilidades de negociação de classe mundial para tentar negociar a paz no Oriente Médio. Sem desculpas, ele está quebrando essa promessa.
O homem que escreveu "The Art of the Deal" não conseguiu concessões de Israel. Ele envolveu esta declaração sem nenhum acordo global de qualquer tipo que possa ser interpretado como uma tentativa de tentar chegar a um resultado justo. Trump está intimidando os palestinos em nome dos judeus, mesmo que a comunidade judaica americana per…

Nimrod de Rosario, Sabedoria Hiperbórea e Geopolítica

Luis Felipe Moyano (1946-1996), mais conhecido como Nimrod de Rosario, foi um escritor argentino que estudou profunda e extensivamente a comparatividade de religiões, a espiritualidade e a mitologia ao longo da história; e deu desenvolvimento a uma Cosmologia gnóstica conhecida como Sabedoria Hiperborea. Ele é o autor de "El Misterio de Belicena Villca" (O Mistério de Belicena Villca), um romance místico-histórico, e dos dois volumes do tratado "Fundamentos de la Sabiduría Hiperbórea" (Fundamentos da Sabedoria Hiperbórea), um estudo complexo, incluindo muitos detalhes científicos, lidando muitas vezes com a Física e as correlações de tempo-espaço.
Ele também foi o fundador da sociedade esotéricasecreta OCTRA (Orden de Caballeros Tirodal de la República Argentina -  Ordem Tirodal dos Cavaleiros da República Argentina, sendo "Tirodal" uma contração dos nomes das duas runas "Tyr" e " Odal "), e se correspondia com o conhecido escritor chil…