Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2014

Os nacionalistas europeus e o capital financeiro

No manifesto dos 25 pontos do partido Nacional-Socialista dos trabalhadores alemães (NSDAP), podia-se ver onde se sitavam sobre as questões econômicas: [...] Por isso exigimos:11. A abolição do dinheiro obtido sem trabalho e sem esforço.12. Em vista dos enormes sacrifícios de bens que toda guerra exige do Povo, o enriquecimento pessoal na guerra deve ser qualificado como crime contra o Povo. Exigimos, portanto, o confisco de todos os lucros de guerra.13. Exigimos a nacionalização de todas as empresas monopolistas.14. Exigimos a participação nos lucros das grandes empresas.15. Exigimos uma ampliação generosa da assistência social aos idosos  [..]17. Exigimos uma reforma agrária adaptada às nossas necessidades nacionais; a criação de uma lei para a expropriação gratuita de terras para fins de bem comum. Abolição do interesse agrário e impossibilitar toda especulação com a terra.18. Exigimos a luta implacável contra aqueles que com sua atividade prejudicam o interesse comum. Os criminosos…

E quanto ao Holocausto?

Foram escritos centenas de livros, produzidos dezenas de filmes e constantemente são inventadas novas datas para se lembrar e “comemorar” o Holocausto - o suposto genocídio de seis milhões de Judeus pelos nazistas - em uma celebração semi-religiosa. De todas as difamações, essa é a mais utilizada pelos inimigos do Nacional-Socialismo, mentiras difundidas por aqueles que pretendem destruir qualquer tentativa de reorganizar o Movimento Nacional-Socialista. 
Historiadores, muita vezes tendenciosos e incompetentes, que utilizam-se dos mesmos argumentos que seus antecessores - com base apenas em propaganda de ódio e mentiras - sem ao menos questionar ou investigar o que já foi escrito, e assim, trabalhando como verdadeiras maquinas de propaganda. Tratam a História como uma ciência exata sem permitir ao menos uma resposta ou defesa dos acusados, e quando esta ocorre, não são divulgadas por medo do lobby Sionista. 
Toda a versão da História sobre os fatos ocorridos durante a Segunda Guerra foi…

Falsificação de fotografias, uma prática soviética

Talvez para muitos, mas com certeza não para todos, seria "ficção" ou no mínimo espantoso dizer que a URSS fora bastante adianta e pioneira no estilo de manipulação de propaganda e arquivos conhecido no século XX. Mas quando nos deparamos com o seu histórico de manipulação de imagens, vemos que somente um tolo, ou aqueles que não queiram ver não admitam como os aliados encaram de fato a "realidade dos fatos" até hoje.
Depois que Josef Stalin subiu ao poder no Partido Comunista da União Soviética e tornou-se líder soviético, iniciou uma série de expurgos que eliminaram inimigos percebidos. No inicio, os expurgos significavam a expulsão do Partido Comunista, mas, após o Grande Expurgo na década de 1930, os membros seriam detidos, encarcerados, enviados para gulags ou ao exílio interno na Sibéria, ou executados.
O governo soviético tentou apagar algumas figuras que expurgava da história soviética, e tomou medidas que incluíam falsificação e alterações de imagens, dest…