sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Difamação - o antissemitismo israelense


(Israel, 2009 - Direção: Yoav Shamir)

Documentário israelense, feito por um judeu a respeito do antissemitismo.

O filme foi transmitido pela Channel 4 Inglesa e fez parte da mostra "É tudo verdade" de 2010. Trata-se de um documentário corajoso, no qual o jornalista arrisca-se a ser massacrado profissionalmente em seu próprio país. 

Assim como Norman Finkelstein, um professor estadunidense (e judeu) escreveu um livro no qual expõe como funciona o que ele chama de “A indústria do holocausto”, Yoav Shamir, um cineasta israelense (e judeu), realizou o filme documentário Defamation (Difamação) que revela o que poderíamos chamar de “A indústria do antissemitismo”. 

Trata-se de um filme imprescindível para entender os interesses que movimentam essa “indústria”. A verdade, como podemos depreender deste documentário, é que o antissemitismo passou a ser a fonte de riqueza e poder para muitos elementos oriundos da cúpula das comunidades judaicas estadunidenses que, aliados aos interesses da extrema direita israelense, não desejam seu fim, nem seu abrandamento. Muito pelo contrário, para desfrutar de seus privilégios (e para justificar suas políticas anti-palestinas, no caso de Israel), esses grupos procuram fazer de tudo para que o antissemitismo nunca deixe de estar em pauta.

Se não houver mais o perigo real (como o documentário nos dá a entender que é o que ocorre na prática), é preciso recriá-lo através de todos os mecanismos emocionais possíveis.
O documentário também deixa claro que há muitos judeus, religiosos ou não, que não concordam com a manipulação do sofrimento de seus antepassados para o benefício espúrio de grupos de poder da atualidade.

David Duke - Devem os Cristãos Apoiar Israel?



Veja Também:


Sobre o autor:

David Ernest Duke (Tulsa, Oklahoma-E.U.A, 01 julho de 1950), é um ativista de direitos humanos, PhD em história e ex-membro da Câmara dos Representantes de Loiusiana. Também é um ativista ferrenho contra o anti-sionismo global que já fez parte de movimentos nacionalistas/racialistas norte-americanos. Em 1988 Ganhou a eleição no Estado de New Hampshire como o candidato democrata à vice-presidência dos Estados Unidos 62% dos votos. (a mesma indicação depois venceu por Al Gore quando ele correu com Bill Clinton). Em 1989 ele ganhou as primárias e, em seguida,  para a Câmara dos Deputados em Louisiana. Ele também foi membro da bancada republicana na Câmara dos Deputados. Serviu em duas comissões, incluindo Saúde e Assistência.

Em 1996, ele ganhou a eleição na eleição geral para o Comitê Republicano em St. Tammany Parish, o maior distrito Republicano em Louisiana. Ele foi posteriormente eleito pelos demais membros eleitos para a presidência da Comissão, onde atuou até 2000. 

Duke prega, em relação a defesa diversidade humana que  "todas as pessoas têm um direito humano básico para preservar sua própria herança.".  Site oficial: davidduke.com

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Por quê os matrimônios fracassam hoje em dia, por William Pierce




Sobre o autor:

Dr William Luther Pierce III nasceu em 11 de Setembro de, 1933. Era o líder da organização da Aliança Nacional (National Alliance) e principal ideólogo do movimento nacionalista branco. Primeiro educado como um físico, mais tarde ele trabalhou com George Lincoln Rockwell, o fundador do Partido Nazi Americano. Pierce tornou-se conhecido como o autor do romance, The Turner Diaries (1978), escrito sob o pseudônimo de Andrew Macdonald. Ele fundou o cosmoteísmo e passou seus últimos anos vivendo em West Virginia, onde apresentava um programa de rádio semanal, American Dissident Voices e supervisionou a publicação da revista National Vanguard, Free Speech e Resistence, bem como livros publicados por sua editora, National Vanguard Books, Inc e sua gravadora, Resistance Records.

Antes de Pierce morrer, ele permitiu ao professor Robert S. Griffin viver com ele por um mês para fazer sua biografia. William Pierce morreu de câncer em 23 de Julho de 2002, em sua casa em West Virginia. e promoveu o nacionalismo branco, e a sobrevivência do mundo ocidental.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...