quinta-feira, 13 de novembro de 2014

David Lane: Quem é Branco?


Por: David Lane

Aqueles que têm observado ou participado da resistência do assassinato de nossa raça, sabem que alguns provocadores têm atacado a pureza racial de alguns de nossos líderes para refutar seus objetivos.

Na minha opinião, parte das razões que tem feito que isto tenha resultado para nossos inimigos é a mentalidade derivada de uma religião estrangeira. Uma característica básica do judaísmo-cristianismo é que permite os homens inferiores proclamar-se superiores sem um esforço correspondente. Um judeu-cristão com um coeficiente intelectual de 90 e uma vida medíocre pode ser batizado, repetir umas poucas frases rituais e.... E proclamar-se em um estado superior ao de um homem muito melhor intelectual e moralmente. A síndrome do "loiro e de olhos azuis" é típico desta mentalidade. Digo isto de propósito, já que tenho aspecto nórdico, alto, delgado, loiro e de olhos azuis. Destes modos já só passo a pureza de meus ancestrais. Meu pai vendia minha mãe aos amigos e estranhos para conseguir dinheiro, portanto, só os Deuses sabem tudo o que aconteceu. O que eu sei é isto. Tenho aspecto de Branco. Brigo pelo Branco. Reconheço as conquistas do Branco.

Quero preservar os brancos de nossa estirpe. Estou horrorizado de que a beleza da mulher Branca desapareça da face da terra. Sofro por cada criança Branca atormentada no pesadelo multirracial da América. Vejo a beleza de uma princesa Celta em seu cabelo castanho ou vermelho e seus olhos verdes. Vejo a beleza da Deusa nórdica de cabelos loiros e olhos azuis. Vejo beleza na cara cheia de sardinhas de uma garota Irlandesa. Vejo heroísmo em Robert Jay Mathews e Richard Scutari com seu cabelo escuro e seus olhos marrons ou verdes assim como em Frank da Silva um camarada de pele clara e sobrenome Português. Para aqueles que vangloriam-se da pureza, tem dois pais, quatro avós, oito bisavôs, etc. Retroceda 500 anos ou mais e terão um milhão de ancestrais. Umas poucas gerações mais e todo aquele que pisou na terra e na Europa é teu ancestral, incluindo os Hunos, os Nórdicos e Celtas. Não há "arianos 100% puros”. Mas ainda existimos como uma entidade racial. As culturas e civilizações que acreditamos estão além da comparação. A beleza de nossas mulheres, sejam loiras, morenas, de cabelos vermelhos, de olhos azuis, verdes ou marrons, são o desejo de todo homem e o desejo de ter esta qualidade toda mulher.

Não queremos desatar discussões de quem é de origem alemã, ou tem sangue italiano, espanhola ou portuguesa. Não queremos debater sobre se nossa porcentagem de pureza coletiva é de 95% ou de 97% (esta diferença dos 100% é relacionado não à cor de pele branca, uma vez que o branco genético é 100%, mas sim aos costumes e crenças DIFERENTES de cada região, por exemplo, os nórdicos e os celtas tinham costumes de culinárias diferentes, e cada um deles tinha um método de se lembrar dos deuses através de seus ritos, diferentemente também dos antigos italianos (com seu rito do FOGO SAGRADO)).

Seguramente seria uma tragédia se cada uma das divisões de nossa raça perdesse suas características e beleza. Depois de que tenhamos assegurado a existência de nossa gente e o futuro para TODAS nossas crianças podemos assegurar-nos de preservar nossas diversidades. Mas por agora vamos aceitar os fatos e as circunstâncias tal como estão. Vamos trabalhar juntos por nossa causa sagrada e não vamos tolerar provocadores ou divisões.

Se alguém é Branco, que atue como Branco, lute pelos Brancos, até que se prove o contrário é da nossa gente. Por outro lado além de sua aparência ou ascendência, aqueles que se opõem, criticam ou não apoiam nossa causa, não são nossos amigos.


Fonte: Nuevorden

Sobre o autor:

David Eden Lane (1938 - 2007) foi um escritor, nacionalista e defensor da supremacia branca estadunidense. Foi o fundador do "The Order" (A Ordem), grupo auto-denominado nacionalista branco revolucionário e que perdurou de 1983 a 1984. Junto a sua mulher,  Katja Lane (Katuscha Maddox)  criou um culto derivado do Odinismo, o Wotanismo.

Defendendo seus mesmos ideais, ela, em conjunto com Ron McVan, publicou do livro "Temple of Wotan"(Templo de Wotan, em Português).

(Odin e Wotan são os mesmos deuses, porém na Escandinávia usa-se a denominação "Odin" e no restante da Europa usa-se o termo "Wotan"). Segundo ele, "WOTAN" também poderia ser uma sigla para "Will of the Aryan Nation" (em português "Desejo da Nação Ariana").


Como fundador do "The Order" (em português, A Ordem), o grupo se auto-denominou nacionalista branco revolucionário e perdurou de 1983 a 1984. quando do episódio da morte do radialista Alan Berg em 18 de Junho de 1984.

Morreu aos 68 anos, na prisão federal de Terre Haute, enquanto cumpria uma pena de 190 anos. É considerado um dos mais influentes líderes do Nacional-Socialista. 

5 comentários:

  1. Nuevorden foi um dos melhores em lingua espanhola pena ke morreu; kuanto ao tema os ancestrais se repetem..kuanto a brancura se abrir demais corre o risco de sumir e se fechar demais idem..nao acho ke exista mais brancos conscientes em numero suficiente por isso virei nostratista

    ResponderExcluir
  2. "Aqueles que têm observado ou participado da resistência do assassinato de nossa raça, sabem que alguns provocadores têm atacado a pureza racial de alguns de nossos líderes para refutar seus objetivos.
    Na minha opinião, parte das razões que tem feito que isto tenha resultado para nossos inimigos é a mentalidade derivada de uma religião estrangeira. Uma característica básica do judaísmo-cristianismo é que permite os homens inferiores proclamar-se superiores sem um esforço correspondente."



    grande, mas grande verdade. quantas vezes não vemos isso...mesmo na blogosfera, quanto mais na vida real.
    inferiores e medíocres que nós sabemos muito bem que eles próprios não são Arianos, a questionar a identidade racial de Hitler ou Mussolini.
    até eu sinto isso. medíocres e inferiores não-arianos da blogosfera tentaram e tentam questionar a minha identidade racial por pura ressabia e inveja por serem tão inferiores. ser inferior e estar consciente disso, deve ser mesmo uma sensação insuportável para essa gente.

    seja o judeo-cristianismo, ou seja qualquer outra merda ou sub-produto derivado dos judeus, todos eles têm em comum a mentira, a calúnia, o ataque 'ad hominem', a total aversão à verdade, e a inversão da lógica, da razão, do bem, do mal, e até do tempo cronológico.
    no fundo, a inversão é simplesmente o meio pelo qual o inferior se tenta pôr por cima do superior (nem que seja na sua cabeça).
    o cristianismo, a democracia, e o marxismo, são todos vírus e meios pelos quais os fracos conseguem vencer os fortes, justamente porque os 3 representam o igualitarismo medíocre / injusto e o nivelamento por baixo.

    alguns que caluniam o Hitler ou outros líderes nacionalistas, e levantam suspeitas sobre as respectivas identidades raciais, não passam de agentes pagos pelos sionistas para fazer desinformação.

    assim como tambem inventam calúnias e boatos sobre Hitler pertencer à linhagem mafiosa Rothschild. uma completa mentira e fabricação do oss/cia, nomeadamente pelo cripto-judeu Walter Langer.

    ResponderExcluir
  3. Olá.

    Compartilho da ideia de que a raça branca esteja em vias de extinção e me preocupo com isso... Mas você escreveu assim:

    "Não há 'arianos 100% puros'. Mas ainda existimos como uma entidade racial."

    Parece-me que você entende que apenas brancos podem incorporar o ideal ariano... Gostaria de esclarecer-lhe que essa é uma distorção que fomos obrigados a absorver em décadas de propaganda mentirosa...

    "Arianismo" de fato não está relacionado à cor da pele, mas à proporções físicas, faciais e corporais. Lembre-se que o exército nacional-socialista possuiu divisões asiáticas e africanas.

    Dê uma olhada nisso:

    http://aryanism.net/culture/aesthetics/human-beauty/

    Grande abraço!





    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Saturnino, saudações.

      Muito boa a sua observação. Pois vamos lá:

      O ponto de vista a cerca de ideia racial e preservação racial, assim como racialismo presentes no texto é uma visão do autor original, David Lane, a qual achamos válida, mas por outras questões ideológicas, expor como informação e ponto de vista diferenciado aos leitores, porém, não implica que os autores e colaboradores tenham ou devam ter a mesma visão. Pois é verdade como o camarada bem disse sobre as diferentes raças presentes nos exércitos SS. Fato bastante espalhando no tema "Raça" e "Nacional-Socialismo" de nosso site. Entendemos assim a questão da auto-afirmação da diversidade natural dos seres humanos, quão entendiam os verdadeiros Nacionais-socialistas.

      Muito Obrigado pelo contribuição e oportunidade de mostrarmos nosso trabalho e ideias.
      Abraços!

      Excluir
  4. Muito interessante. Acho louvável todo pensamento que valorize o ser humano e respeite a natureza,e a manutenção das raças e culturas é respeitar natureza pois se há diversidade é bom.Querer homogeneizar o mundo só pode ser um pensamento de gente mesquinha e imoral.

    ResponderExcluir

O Sentinela - Mídia dissidente brasileira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...