segunda-feira, 29 de setembro de 2014

O Plano Morgenthau, um genocídio alemão (PARTE III) - "Os campos da Morte de Eisenhower"

prisioneiros soldados alemães em campo de extermínio jogados lá para apodrecer até a morte 

A história não conta dos campos de extermínio de Eisenhower - uma política deliberada de extermínio" das forças alemãs rendidas pelos Aliados, no pós-guerra na Alemanha (Rheinwiesenlager). Último Segredo Sujo da Segunda Guerra Mundial.

Eisenhower assassinou milhares de prisioneiros de guerra alemães após a rendição. Muitos desses soldados famintos e pilhas de cadáveres que você já viu em fotos de atrocidades não eram judeus, eles eram alemães. O texto da reportagem de capa publicada na edição de Saturday Night setembro 1989 descreve a barbárie de Eisenhower. 

O General George Patton (que lançou todos os seus prisioneiros alemães) escreveu em 1945 que Eisenhower estava usando "métodos praticamente da Gestapo" na tortura e assassinato de prisioneiros de guerra alemães.


Em agosto de 1944 Dwight D. Eisenhower (que em 1960 ordenou o assassinato de Patrice Lamumba) e Henry C. Morgenthau vieram com o Plano Morgenthau para infligir punição coletiva ao povo alemão após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Este foi, basicamente, um plano para matar de fome milhões de alemães, em sua maioria cidadãos, até a morte.

Embora o plano foi oficialmente cancelada, foi de fato implementado. Entre 1945 e 1953, estima-se entre 9-15.000.000 alemães étnicos foram mortos, principalmente civis.

(Legendado em Português)


(Inglês)


Fonte:


Veja Também:


2 comentários:

  1. deveriam ter lutado ate a morte. Mas nossa ideologia ainda esta de pé e um dia venceremos

    ResponderExcluir
  2. Os verdadeiros criminosos de guerra viraram heróis, tais como Churchil, Eisenhower e cia. Primeiro era propaganda de guerra depois fizeram com que a propaganda virasse uma "verdade" ( o mito do holocausto ) e até hoje mantêm essa verdade a ponto de quem duvidar e contestar é criminalizado, preso e paga indenização.

    ResponderExcluir

O Sentinela - Mídia dissidente brasileira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...