Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

O Plano Morgenthau, um genocídio alemão (PARTE III) - "Os campos da Morte de Eisenhower"

prisioneiros soldados alemães em campo de extermínio jogados lá para apodrecer até a morte 
A história não conta dos campos de extermínio de Eisenhower - uma política deliberada de extermínio" das forças alemãs rendidas pelos Aliados, no pós-guerra na Alemanha (Rheinwiesenlager). Último Segredo Sujo da Segunda Guerra Mundial.
Eisenhower assassinou milhares de prisioneiros de guerra alemães após a rendição. Muitos desses soldados famintos e pilhas de cadáveres que você já viu em fotos de atrocidades não eram judeus, eles eram alemães. O texto da reportagem de capa publicada na edição de Saturday Night setembro 1989 descreve a barbárie de Eisenhower. 
O General George Patton (que lançou todos os seus prisioneiros alemães) escreveu em 1945 que Eisenhower estava usando "métodos praticamente da Gestapo" na tortura e assassinato de prisioneiros de guerra alemães.

Em agosto de 1944 Dwight D. Eisenhower (que em 1960 ordenou o assassinato de Patrice Lamumba) e Henry C. Morgenth…

O Plano Morgenthau, um genocídio alemão (PARTE II), "Grande Fome para Europa?"

Mulheres começam a reconstruir Berlim após a guerra, 1945.
Segundo alguns dados, terão morrido cerca de 3,5 milhões de alemães neste período entre 1945 e 1953, mas há fontes e dados que nos dizem que podem ter sido muitos mais milhões, entre 9 a 15 milhões! Existem algumas fonte que falam em número maiores (1).
Por esta altura algumas autoridades começavam já a falar do perigo de uma "Carência Alimentar Mundial", que poderia criar um clima de instabilidade por toda a Europa. Em Fevereiro de 1945, o brigadeiro-geral T. J. Davis, avisou Eisenhower de que "não era possível satisfazer os pesados compromissos em matéria de provisões decorrente da concessão (aos prisioneiros) dos estatuto de POW´s." Em Abril, Sam Rosenman, um velho amigo do presidente Roosevelt encarregado por este para estudar a situação alimentar do mundo, comunicou ao presidente que "no futuro imediato, o factor limitativo será a falta... de provisões, e não de meios de transporte." E acres…

O Plano Morgenthau, um genocídio alemão (PARTE I)

O Plano Morgenthau: A partição proposta da Alemanha em um estado do Norte, um do Sul, e uma zona internacional. As áreas cinza seriam anexados pela França, Polônia e URSS.
O Plano Morgenthau era um programa para a ocupação da Alemanha após a Segunda Guerra Mundial, defendia medidas restritas para evitar a possibilidade da Alemanha novamente entrar em guerra. Em 2 de setembro de 1944, o Secretário do Tesouro dos EUA apresentou um plano de 14 itens para a Alemanha pós-guerra.
Entre eles, estava a completa desmilitarização do país e o desmonte de seu parque industrial. Na proposta inicial, o programa deveria ser implementado, tendo três aspectos principais:
Alemanha deveria ser dividida em dois estados independentes(Alemanha do Norte e do Sul), As grandes regiões industriais e de mineração, incluindo as áreas do Saar, o Ruhr e Alta Silésia deviam ser internacionalizadas ou anexadas por nações vizinhas; Toda indústria pesada seria desmontada ou destruída. O programa foi proposto por Henr…

Socialismo, por Ramón Bau

Por Rámon Bau

“A luta contra o capital financeiro e prestamista internacional chegou a ser o ponto programático mais importante do Nacional-Socialismo” - Adolf Hitler - Mein Kampf
1. DEFINIÇÕES
1.1. Socialismo é o convencimento ético de que o bem do povo, a sobrevivência da raça, é prioritário frente aos interesses particulares e os desejos de qualquer grupo.
1.2. Deve-se entender como bem do povo tudo aquilo que leve aos seus integrantes uma melhor qualidade humana, tanto física, como ética e espiritual, a uma formação pessoal, artística e cultural superior.
1.3. O sentido do desenvolver que se considera “positivo” é aquele que é coincidente e adequado ao caráter popular, a sua idiossincrasia racial.
1.4. Ser socialista é, portanto, trabalhar para que este desenvolvimento positivo alcance a todo povo, sem que interesses particulares (os do dinheiro são os que mais poderosamente se destacam) nem os de grupo (e nestes devemos enquadrar os interesses democráticos de partido, os das Finanças, …

Gottfried Feder: Nacionalismo e luta contra as "Altas Finanças"

A principal estratégia das grandes oligarquias internacionais sempre foi desviar a atenção das pessoas no que diz respeito a “uma das mais importantes pré-condições para a fundação” do partido nacional-socialista, conforme o próprio Adolf Hitler escreveu em sua obra “Mein Kampf”, página 229.
Cerne desta estratégia é levar toda ideia sobre o nazismo à questão racial. Qualquer outra abordagem sobre as diversas políticas (educacional, econômica, social, cultural, etc) praticadas outrora pelo governo alemão tem sua interrupção sumária determinada pelos porretes linguísticos como “teoria nazista” ou “racista” ou “anti-semita”. A intenção aqui é impedir o desenvolvimento intelectual acerca do tema. Pudemos verificar a aplicação desta tática em setembro de 2007, quando uma das mais famosas apresentadoras no “Jornal Nacional” da TV alemã, Eva Herman, elogiou publicamente a política de Hitler no que concerne a família. A reação foi de espanto total. Eva Herman foi demitida e linchada publicamen…

Presidentes judeus e sionistas do Brasil

Fernando Henrique Cardoso

Judeu sionista, descendente de judeus sionistas de uma linhagem expulsa de Portugal há alguns séculos atrás e teria optado pela religião judaica quando estava exilado em Paris.
Sua esposa Dona Rute Cardoso é irmã de Eva Blay (que é judia sionista assumida), Beatriz Cardoso filha de Fernando Henrique e Dona Rute como também é judia sionista, se casou com o judeu sionista David Zylbersztajn Secretário de energia de São Paulo.
Luis Inácio Lula da Silva 

Judeu sionista, o famoso Lula descendente de "cristãos novos" (judeus convertidos na marra para não morrerem na fogueira em Portugal e Espanha) oriundos do Recife e radicados na região de Garanhuns - PE.
Bartolomeu Atanásio de Morais, primo de Lula e genealogista da família da Silva, traçou a sua origem até oito gerações de ancestrais do ex-presidente. Isso o põe como descendente dos pioneiros colonizadores dos Campos dos Garanhuns, nos alvores do século XVIII. Chegamos perto do nome de Lula, pois a linh…

Mes Aieux - Degenerations (Legendado em Português)

Adolf Hitler e os banqueiros judeus

Por: S. E. Castan
Seguidamente essa questão é posta em pauta pelos historiadores de plantão. Verdade ou mentira ? Em caso afirmativo, foi o que se chama popularmente de tiro pela culatra…
No outono de 1930 aconteceu algo intrigante para os observadores internacionais que controlavam os rumos da política na Alemanha: na eleição de setembro daquele ano, para o Parlamento, os nacional-socialistas receberam 10 vezes mais votos do que na eleição anterior. E esse resultado passava a influir fundamentalmente no poder da República de Weimar.
Na época, a maioria dos experts políticos não encontrou justificativa para aquele acontecimento.
Somente em 1948, três anos após o término da guerra, apareceram os primeiros vestígios esclarecedores para o enigma referente ao descomunal crescimento dos nacional-socialistas naquelas eleições, através de dois livros, um de autoria do escritor suíço Werner Zimmermann intitulado “Liebet eure Feinde”, que significa “Amai vossos Inimigos” (Ed. Frankhauser, Neuf-Cha…
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...