Descoberta megafraude com falsas vítimas do Holocausto



O FBI pôs fim a uma fraude milionária de falsos sobreviventes do Holocausto. A Alemanha terá sido burlada em cerca de 42,5 milhões de dólares e alguns dos acusados fazem parte da Claims Conference, a mais conhecida associação de vítimas do regime nazi.

Cerca de 5.500 pessoas que se faziam passar por vítimas do Holocausto receberam indevidamente 42,5 milhões de dólares, devido a uma burla no sistema de indemnizações. O anúncio foi feito hoje pelo procurador federal de Nova Iorque Preet Bharara: 17 pessoas, a maioria de origem russa, são acusadas de estar envolvidas no esquema, descoberto nos Estados Unidos.

Seis dos acusados fazem parte da Claims Conference, a associação que apoia jurídica e financeiramente os judeus vítimas de crimes do regime nazi durante a Segunda Guerra Mundial. A fraude foi denunciada em Dezembro de 2009 pela própria organização, que informou imediatamente o FBI.

Em comunicado, o procurador explica que os membros da organização sediada em Nova Iorque são acusados de desviar fundos. Estes indivíduos estavam encarregues de "examinar e aprovar os requerimentos legítimos" de verdadeiras vítimas. "Em vez disso, validaram mais de 5500 pedidos fraudulentos", guardando como contrapartida uma parte do dinheiro proveniente da Alemanha e de alguns privados.

"Se havia uma organização da qual podíamos esperar transparência em relação à ganância e à vigarice era a Claims Conference, que ajuda todos os dias milhares de vítimas", lamentou o procurador, indicando que as pessoas acusadas, todas residentes em Nova Iorque, estão sujeitas a penas que vão até 60 anos de prisão e a pagar indemnizações no valor de 750 mil dólares.

Fonte:

DN Globo

Veja Também:

-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Sentinela - Mídia dissidente brasileira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...